segunda-feira, 6 de julho de 2009

As minhas 100 canções (03 e 04)

03 - O Beco

"No beco escuro explode a violência". É difícil para uma criança de nove anos se interessar por uma música que comece assim, tão seca, tão direto ao ponto, com uma quase irreversível crueldade. A violência não está crescendo, não há rumores de que o ser humano esteja mais violento com o passar dos anos. A violência já explodiu. E está logo ali, bem aí, aqui perto.

Claro que uma criança não entende isso na hora. Não faz a mínima ideia da letra e cantarola as palavras sem associá-las ao seu sentido, mais ou menos como o adolescente que canta em inglês sem saber o que o compositor está dizendo.

E mesmo que eu tenha dançado Melô do Marinheiro na formatura da 4ª série ou me divertisse ouvindo Cinema Mudo em comerciais de brinquedos, havia algo em O Beco, do Paralamas do Sucesso que tinha um diferencial. Pra mim, até hoje, está aí a melhor introdução do pop-rock nacional. Os metais atacados, se combinados com a letra, fazem um sentido tremendo, quase como um complemento para a mensagem. Embora pra mim naquela época fosse apenas um som que não costumava ouvir muito por aqui. Particularmente não gosto muito da sonoridade "Kenny G" que muitos artistas usam em seus naipes de metal. O Paralamas, naqueles semi-inférteis anos 80, faziam diferente. A proximidade com o reggae e o ska emprestava ao trio uma sonoridade única. E esse arranjo introdutório de O beco é, na minha opinião, o ápice dessa mistura que somente o trio proporcionava.

Outro fator importantíssimo pra essa canção ter me fisgado é que ela estava na trilha sonora de Bebê a bordo (fugindo do lugar comum, gosto de novelas até hoje. Explico melhor em outra oportunidade). Como era fascinado por essa, os metais de O beco ficaram ainda mais impregnados na minha cabeça. E estão por aqui até hoje.

04. Thriller

Thriller estreou no Fantástico na noite de um domingo qualquer de 1983. Sem dúvida é daqueles eventos da infância que ficam marcados para sempre.

Tudo o que se fala hoje sobre o Michael Jackson daquele tempo é verdade. Eu tinha três ou quatro anos e sentia o efeito na pele, porque ninguém mais suscetível a um fenômeno pop do que uma criança. MJ era bem diferente da sombra de artista na qual se transformou depois do álbum Dangerous (pra mim, seu último disco bom). Lembro que brincávamos eu e um primo de cantar as músicas dele. Os adultos riam disso porque diziam que até as veias do pescoço desse primo saltavam pra fora de tanto esforço que ele fazia par cantar Beat it.

Mas naquela noite eu não achei graça nenhuma. Pensando bem, Thriller talvez seja a explicação para o meu gosto zero por filmes de terror. Durante todo o tempo de exibição do clipe, eu, que choraria copiosamente algum tempo mais tarde por causa de um vídeo do Roberto Carlos sobre o fim do mundo, escondia meu rosto atrás do sofá, atrás da minha mãe, ou simplesmente me enfiava entre os travesseiros. Me limitei a ouvir a música (e os gritos da "mocinha").

Thriller é a segunda reviravolta na história do vídeo-clipe. Se os Beatles o inventaram, MJ o transformou em algo muitas vezes maior até que a própria canção. Thriller é, na verdade, um curta-metragem de autoria de Michael Jackson e John Landis (Lobisomen Americano em Londres, Animal House e Irmãos Cara de Pau).

Quanto a mim, não pude testemunhar essa genialidade na época. Lembro bem dessa sensação, mas só fui ver o vídeo mesmo depois de estar há alguns anos na adolescência.

Mais abaixo você pode baixar e assistí-lo inteiro.

O Beco (Paralamas do Sucesso): letra & download

Onde está:
Bora Bora(1988)
Arquivo (1990)
Vamo Bate Lata - ao vivo (1995)
Uns dias - ao vivo (2004)
coletâneas

Thriller (Michael Jackson): letra & download música - download vídeo

Onde está:

Thriller (1983)
History (1995)
Thriller with bônus tracks (2001)
Number Ones (2003)

3 comentários:

  1. Roberto, acho o Paralamas o segundo melhor grupo brasileiro de todos os tempos, e "O Beco" é fantástica. Thriller, nem se fala. É simplesmente marcante em todos os sentidos, principalmente pelo MJ. Na semana de sua morte, teve um cara no meu serviço que disse que não gostava dele. Foi só aparecer imagens na TV de reportagens sobre o Michael Jackson que o mesmo cara ficou grudado na tela. Pela idade dele, deve ter se assustado muito com essa música. Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Dom Mimi de las Maresias Buenas12 de julho de 2009 19:07

    A lista ta ficando boa, velho Rob

    ResponderExcluir
  3. O mais engraçado é te imaginar escondido atrás da sua mãe por causa do Thriller... rs
    Boas escolhas. Beijos

    ResponderExcluir